Dados do mercado imobiliário no Rio de Janeiro

tudo-sobre-dados-mercado-imobiliario-rio-de-janeiro

Conhecida por ser o principal destino turístico da América Latina, o Rio de Janeiro ocupa a segunda colocação entre as cidades mais importantes do Brasil. O município que no passado já foi a capital do país, em conjunto com sua região metropolitana, fechou o ano de 2013 com um VGV de 12,9 bilhões, 16% maior que no ano anterior, se consagrando como o segundo maior VGV do país.

Dados do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro

Para atingir essa marca, apenas em 2013 foram lançados 206 empreendimentos na cidade e em toda a Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Estes lançamentos, quando desmembrados, resultam em 433 torres, sendo 379 residenciais, 32 comerciais e 22 hoteleiras, que totalizam as 28.581 unidades.

O ano que terminou também marcou o Rio de Janeiro com um aumento de 225% na construção de unidades de flats e hotéis. O início destas obras é resultado de eventos importantes que acontecem no Brasil, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Apesar da ascensão do mercado de hotéis, que representou 10% das construções de 2013, a liderança no perfil de prédios que foram levantados é dos empreendimentos residenciais, que equivalem a 77% dos lançamentos que aconteceram no Rio de Janeiro, seguido pela representatividade de 13% dos imóveis comerciais.

Das residências erguidas no perímetro que engloba a região metropolitana do Rio de Janeiro, 57% possuem 2 dormitórios, 30% são apartamentos com 3 quartos, 8% com 1 ou nenhum dormitório e 5% possuem 4 ou mais aposentos. Em questão de valores, o m² em empreendimentos com um ou nenhum dormitório custa a média de R$ 6.690,00; quase o mesmo valor mediano estimado para propriedades de 4 ou mais quartos, na qual o m² gira em torno de R$ 6.730,00.

Quase metade das construções levantadas no Rio de Janeiro foi composta por empreendimentos de médio padrão. Este perfil de imóvel somou 48% das obras do mercado imobiliário carioca. Seguindo estes dados, 26% as edificações tiveram padrão econômico, 15% padrão popular, 8% foram pensadas para um alto padrão e apenas 3% dos empreendimentos lançados se caracterizaram como altíssimo padrão.

Entre as unidades comercializadas no Rio de Janeiro em 2013, 39% possuíam o tamanho que variava entre 50 a 69m², 23% dos imóveis eram de 70 a 89m² e 19% das intermediações foram feitas para imóveis de 40 a 49m².

Quem pretende comprar um imóvel no Rio de Janeiro ou na região metropolitana pagará pelo m² o valor mediano de R$ 6.170,00 e esse é o valor de um edifício residencial. O m² de uma unidade comercial na capital carioca custa R$ 9.070,00 e as unidades hoteleiras custam mais que o dobro de um empreendimento residencial, na qual o m² chega à média de R$ 13.960,00.

Imóveis no Rio de Janeiro

Se excluirmos a região metropolitana do estado e focarmos apenas na capital o número de lançamentos foi de 139 empreendimentos, divididos em 315 torres que resultaram em 21.155 unidades e arrecadaram o VGV de R$ 10.294,00 por m².

Dados Mercado imobiliário Rio de Janeiro - Municípios

O custo do m² no município do Rio também apresenta alta variação. Em bairros mais valorizados, como Tijuca, Barra da Tijuca, Botafogo e parte do Centro teve empreendimentos lançados em 2013 que foram avaliados em R$ 45.880,00/m² e a média mínima cobrada nestas regiões é de R$ 15.000,00.

O mercado imobiliário no Rio de Janeiro, assim como o mercado imobiliário de São Paulo, possui características estáveis, é um segmento de atuação que já está consolidado e a cada ano aproveita das oportunidades de crescimento, o que torna a região uma praça adequada para investimentos e sempre dispara em relação aos resultados alcançados.

SOBRE O AUTOR

Redação GuilhermeMachado.com Equipe de conteúdo do blog GuilhermeMachado.com. Especializada em levar até você as principais notícias do mercado imobiliário. Aproveite!

Deixe seu comentário!