As 6 leis para quem vai investir em imóveis

investir_em_imoveis

O mercado imobiliário brasileiro não para de crescer. Aumento no número de lançamentos, maior acesso ao crédito habitacional, déficit de moradia e melhoria da renda da população são algumas das características que mantêm o mercado aquecido e atraem a atenção dos investidores, você concorda?

Diante de um cenário muito favorável para quem deseja investir em imóveis, separei algumas dicas que o ajudarão a planejar a melhor forma de investir no mercado imobiliário para não correr riscos no futuro.

Contudo, não pretendo abordar aqui quais são os melhores tipos de investimento e sim partilhar com vocês um pouco da experiência adquirida ao longo desses 12 anos de atuação no mercado imobiliário. Vamos aprender juntos?

Quem pretende investir no mercado imobiliário precisa compreender que este não é um espaço para aventureiros. Investir vai além de aplicar recursos financeiros em determinado imóvel. Investimento requer liquidez, ou seja, rendimento ou a multiplicação do que foi aplicado e só alcança esse resultado quem está preparado para entrar nesse tipo de negócio.

Compreendida a essência do “investir”, é imprescindível identificar qual é o seu perfil de investidor. Algumas perguntas nessa hora precisam ser refletidas, tais como: eu busco por investimento que me dê um retorno a curto, médio ou longo prazo? Em qual tipo de empreendimento pretendo investir – comercial, residencial ou rural, fundo imobiliário, etc.? Quais são as vantagens e os riscos de cada tipo de investimento? Vou comprar para vender ou alugar?

Essas perguntas o ajudarão a identificar o seu perfil e assim planejar melhor o investimento. Porém, você poderá encontrar dificuldades para descobrir sozinho algumas das respostas. Sendo assim, o ideal é buscar por um profissional qualificado e que tenha uma vivência específica no mercado de imóveis para assessorá-lo, mesmo que você tenha um bom conhecimento sobre investimento.

É esse profissional capacitado que irá orientá-lo sobre os riscos do mercado e estará atento para buscar as ofertas que melhor atendam as demandas dos investidores.

Além disso, quem quer investir no mercado imobiliário deve compreender que este tipo de negócio exige estratégia, análises criteriosas e dedicação. Quando se deseja alcançar rendimento financeiro não existe negócio milagroso. Por isso, desconfie de ofertas que prometam um retorno instantâneo.

Como diz a sabedoria popular: “quando a esmola é demais, o santo desconfia”. E se até o santo desconfia é porque há a necessidade de estar atento por mais atrativo que o negócio possa lhe parecer. A riqueza é fruto de um trabalho planejado e bem administrado. Pense nisso!

Diante disso, é necessário avaliar qual é a melhor hora para investir. Por isso, só entre nesse tipo de negócio quando tiver recursos disponíveis para tal. Não arrisque o seu patrimônio e a sua estabilidade em cima de algo que pode ser incerto.

Mesmo que o negócio seja altamente promissor não vale a pena entrar na jogada se você não dispuser dos recursos necessários. É preciso ser racional, pois ao invés de estar fazendo um bom investimento, você pode estar assumindo um grande risco, por isso, é tão importante identificar o seu perfil de investimento e contar com o auxílio de um profissional.

No sentido contrário, se houver recursos disponíveis, diversifique os seus investimentos. O mercado está em constante mudança na busca por um equilíbrio, sendo assim, há períodos mais favoráveis para investimentos em empreendimentos comerciais, em outros para residenciais ou até mesmo em fundos imobiliários e assim sucessivamente.

Quando há diversificação, as chances de obter retorno durante essas alterações do mercado são maiores e assim você minimiza os riscos de prejuízo financeiro e evita desgastes para sua saúde econômica, social e familiar.

Diante dessas dicas, identifiquei 6 leis para quem quer investir no mercado imobiliário. Confira:

1. Investimento está diretamente ligado a rendimento. Sendo assim, exige planejamento.

2. Para se planejar é importante identificar qual é o seu perfil de investidor.

3. A orientação de um profissional capacitado e especialista em mercado imobiliário é fundamental para ajudar a minimizar os riscos.

4. O investidor é um estrategista. Ele analisa criteriosamente as possibilidades do negócio e só investe quando dispõe dos recursos financeiros para isso.

5. O mercado está em constante mudança em busca do equilíbrio. Portanto, o bom investidor do mercado imobiliário entende a importância da diversificação dos investimentos.

6. Investimento é um fator racional e envolve lucro. Nessa hora não cabe impor os seus gostos pessoais e sim analisar o que irá lhe trazer os melhores rendimentos financeiros.

Estar atento a essas seis leis é um dos caminhos para se fazer um excelente negócio e aproveitar o bom momento do mercado imobiliário. Reflita-as com comprometimento e bons negócios.#ficadica

Compartilhando saberes:

Agora que já partilhei um pouco da minha experiência nesse ramo do investimento em imóveis, gostaria de conhecer um pouco da sua vivência. Você já pensou em investir no mercado imobiliário? Como foi esse processo? Como você tem se preparado para investir nesse mercado? Se você já é um investidor, como tem sido a sua experiência? Sua opinião é muito importante.

Já me segue no twitter? >> @rg_machado. Acompanhe todas as novidades sobre o mercado imobiliário, empreendedorismo e inovação.

SOBRE O AUTOR

Guilherme Machado Corretor de Imóveis, Palestrante, Coach, Mestrando em Neuromarketing pela FCU - Florida Christian University/EUA. Especialista em vendas, liderança e negociação com certificação pela University of Michigan/EUA. Com mais de 18 anos de vendas, já transformou mais de 1,5 milhões de profissionais no Brasil com seus cursos, vídeos e palestras.

Deixe seu comentário!