Foi-se o tempo que varanda de apartamento era lugar para colocar roupa para secar em varal. Os novos empreendimentos imobiliários, desde os do segmento econômico até os de alto padrão, oferecem os espaços como pontos de ambientação social dentro das residências. Além de proporcionar a melhor convivência dos moradores com seus visitantes, as varandas oferecem um benefício de ordem financeira à valorização do imóvel que pode chegar até 70%.

“Todo mundo quer uma casa com varanda. Hoje, as varandas são essenciais para a venda de um imóvel, principalmente em uma cidade de clima tropical como Salvador. Posso dizer que a varanda pode ter um impacto de até 70% com a valorização do imóvel”, reforça Claudio Cunha, sociodiretor da Brasil Brokers Brito & Amoedo.

Cunha explica que a varanda deixou de ser apenas um espaço de relaxamento. “As varandas são, hoje, uma das principais áreas sociais da casa. Nos empreendimentos mais novos, que possuem varanda gourmet, elas são um lugar para receber amigos e visitas. Além disso, as varandas são importantes porque contribuem com a iluminação, ventilação e, consequentemente, com o melhor conforto térmico do apartamento”, explica.

Quando foi escolher um apartamento para morar no Centro de Salvador, o administrador Pedro Andrade optou por pagar mais caro por um imóvel que possuía uma varanda maior. “Recebo muitos amigos em casa e com a varanda mais ampla, tenho mais conforto”, diz Andrade que decorou o espaço com mesa de sinuca e churrasqueira.

As varandas dos empreendimentos novos estão cada vez maiores. No empreendimento Hemisphere 360°, lançamento de alto padrão no bairro de Pituaçu, da Queiroz Galvão Desenvolvimento Imobiliário, há opções de apartamentos com varandas de 30 metros quadrados – tamanho semelhante a um apartamento quarto e sala no segmento econômico.

Os apartamentos da Mansão Mont Saint Michel, empreendimento da incorporadora Salinas, que está sendo construído em Ondina, possuem três varandas: a varanda social (60 m²), a varanda gourmet (20 m²) e a varanda da suíte máster (8,9 m²).

“Como este é um empreendimento de alto padrão, preferimos fazer a varanda gourmet independente da área social. Assim, o morador tem  duas opções de espaço para receber visitas, que é diferente de empreendimentos mais econômicos”, destaca Luis Limoeiro, da Salinas, incorporadora da Mansão Mont Saint Michel.

Neste empreendimento, há apenas um apartamento por andar. “As varandas auxiliam na ventilação cruzada e também permitem que o morador tenha uma vista panorâmica, praticamente de 360 graus. Este diferencial, além da vista para o mar, nos permitiu valorizar ainda mais este empreendimento”, explica Luis Limoeiro.

Diferenciais 
Daniel Costa, diretor de Incorporação, Marketing e Atendimento ao Cliente da Petram, empresa que está construindo o Diamond Alto do Itaigara, explica que o clima tropical pede ambientes abertos e  arejados nos imóveis. “Todo tipo de imóvel pode e deve ter varanda. Nem sempre é possível fazer uma varanda enorme, porque o custo é alto. Normalmente imóveis de maior padrão, acabam conseguindo ter varandas mais privilegiadas”.

Em maio deste ano, a Odebrecht Realizações Imobiliárias (OR) entregou duas torres do Boulevard Side, empreendimento que oferece apart-service na avenida Tancredo Neves. Todas as unidades contam com varandas que valorizam ainda mais o empreendimento. Cada torre conta com 29 pavimentos, com 377 apartamentos que variam de 26,15 m² a 102 m².

Já curtiu a nossa página fã? >> FB/guilhermemachado.blog Acompanhe todas as novidades sobre o mercado imobiliário, empreendedorismo e inovação.

O conteúdo original desse post foi publicado no site Correio 24 horas.

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


sete + = 12

Related Posts