A máxima do marketing sempre indicou que basta colocar produtos com uma boa qualidade e preços baixos para conquistar bons resultados em um negócio. Mas será que essa afirmação ainda vale para os dias de hoje?

De acordo com Philip Kotler, a maior autoridade mundial em marketing, essa realidade está mudando e, em breve, apenas isso não será o suficiente.

Em sua palestra no HSM ExpoManagement, Kotler indicou que os clientes estão mais exigentes. Mas essa exigência não é apenas na qualidade de um produto ou serviço. Os consumidores estão passando a escolher produtos e empresas que satisfaçam suas necessidades mais profundas de ética, valores e idealismo.

“Cada vez mais os consumidores estão em busca de soluções para satisfazer seu anseio de transformar o mundo globalizado num mundo melhor. (…) As pessoas buscam empresas que atendam suas mais profundas necessidades sociais e ambientais em missão, visão e valores”, revela Kotler.

A consequência disso é que o cenário corporativo e as ações das empresas também estão se adaptando para atender essa demanda de consumidores cada vez mais conscientes. Segundo Philip Kotler, “começou uma nova fase na relação do planejamento das organizações para atrair esses ‘novos consumidores'”, que pode ser chamada de Marketing 3.0.

Marketing para dentro

Kotler explica que o marketing não pode estar voltado apenas para os clientes, mas também deve ser pensados para os funcionários. “É preciso fazer com que os funcionários estejam satisfeitos em trabalhar na empresa. É preciso tratar os funcionários como clientes, não para influenciá-los, mas para atender suas necessidades”, afirma.

Contrate um nerd

Kotler indica também que em todas as áreas de marketing devem existir jovens conectadas o tempo todo na internet, os seja, os verdadeiros nerds. Com a explosão das redes sociais, é importante ter pessoas que saibam dialogar bem através desses meios.

“Seu departamento de marketing tem que ter essa gente jovem pra trabalhar com o atual grupo”, indica. Nesse ponto, Kotler recomenda que é preciso explorar ao máximo as redes sociais online – como o Twitter e o Linkedin – e aprender e melhorar nos os pontos que estão sendo ditos sobre a empresa nesses espaços. “Parte do foco de marketing tem que ser voltada para as redes sociais”, defende.

O conteúdo desse post foi publicado no site Administradores. Ainda não o conhece? Vale uma visita 😉

Conteúdo original do post

A imagem em destaque utilizada nesse post foi retirada do blog http://mundoiva.com/site/?p=616

 

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


9 − = seis

Related Posts