Mercado imobiliário de Fortaleza cresceu 43%

mercado-imobiliario-fortaleza

Os dados do anuário do mercado imobiliário do Brasil desenvolvido pela Lopes comprovaram que 2013 foi um ano louvável para a capital do Ceará. Com crescimento de 43% em sua receita em relação ao ano anterior o VGV acumulado durante o período atingiu a marca de 3,4 bilhões e consagrou o município como o 4º maior mercado do país.

Mercado imobiliário do Ceará já é o 4º maior do país

No último ano foram lançados 52 empreendimentos em Fortaleza, destes lançamentos 48 correspondem a imóveis residenciais e 4 construções comerciais, que quando desmembrados resultam em 95 torres e 7.832 unidades.

Fortaleza é o município que conta com obras de infraestrutura e desenvolvimento em andamento e a tendência é que a qualidade de vida da cidade siga crescente nos próximos anos, bem como a valorização dos bairros. A construção do Shopping Riomar, com inauguração prevista para outubro deste ano, é um exemplo deste reflexo, uma vez que bairros como Meireles, Papicu, Guararapes e Fátima tiveram uma concentração grande de edificações e valorização.

Meireles é o bairro com m² mais valorizado da cidade. O custo mediano pelo perímetro no município é de R$ 5.710,00 e no bairro a média gira em torno de R$ 7.370,00. O valor pode sofrer uma variável grande, pois a região próxima ao centro e às praias possui perfis de imóveis diversificados e em alguns empreendimentos é possível encontrar unidades com custo de R$ 11.200,00/m². Outros exemplos de bairros com espaços mais valorizados são Guararapes, Engenheiro Luciano Cavalcante e Cidade dos Funcionários.

Em contrapartida existem bairros no município onde o custo do m² em empreendimentos lançados em 2013 foi menor que a metade da média na cidade.  O valor médio do m² no bairro de Vila Velha, por exemplo, é de R$ 2.730,00. Messejana, Parque dois irmãos e Parangaba são outros exemplos de localização onde a valorização dos imóveis é menor que R$4.000,00/m².

As construções realizadas em 2013 na capital cearense apresentam equilíbrio e é uma das poucas capitais onde a edificação de imóveis de alto padrão apresenta grande representatividade – 38 % dos apartamentos tiveram essa característica. Imóveis de médio padrão representaram 32% das construções e unidades econômicas, assim como de altíssimo padrão, somam 30%.

Números do mercado imobiliário de Fortaleza: unidades lançadas

Outro destaque para a característica de imóvel em fortaleza é o grande volume de apartamentos com 3 dormitórios, que são equivalente a 68% das unidades construídas em 2013, enquanto imóveis com 2 dormitórios somam 24% das edificações, apartamentos com 4 ou mais quartos equivalem a 6% e o menor volume de construções são Studios ou imóveis compactos, com 0 ou 1 dormitório, que reflete em 2% do mercado.

Com a somatória de excelentes resultados no ano de 2013, as expectativas para 2014 se resumem na palavra progresso. Com as obras de infraestrutura e desenvolvimento que ocorrem no município é possível prever este caminho e esperar a maior participação de imóveis comerciais, que representaram apenas 8% no ano que encerrou.

 

SOBRE O AUTOR

Redação GuilhermeMachado.com Equipe de conteúdo do blog GuilhermeMachado.com. Especializada em levar até você as principais notícias do mercado imobiliário. Aproveite!

Deixe seu comentário!