Mercado imobiliário comercial em Curitiba é o 3º maior do Brasil

mercado-imobiliario-comercial-curitiba-numeros-vgv

O ano de 2013 foi um ano estável para o mercado imobiliário de Curitiba. Sem abusos e com o objetivo de diminuir o estoque, a capital paranaense fechou o ano com o VGV acumulado em R$ 2,1 bilhões e 23% dos 53 empreendimentos lançados no município são representados por imóveis comerciais, equivalente a 12 torres que resultam em 1.888 unidades.

Mercado imobiliário de Curitiba: Museu Botânico

Apesar da representatividade menor no número de lançamentos, o VGV mediano adquirido pela venda de um empreendimento comercial é de 54 milhões de reais, contra 36 milhões adquiridos em projetos residenciais verticais.

Curitiba também é uma boa praça de imóveis residenciais. A concentração de lançamentos na cidade aconteceu no eixo que compreende o Centro, o bairro Batel, Boa Vista e Cabral, que juntos revelam o montante de 1.765 unidades.

O perfil de imóveis residenciais em Curitiba apresenta um excelente equilíbrio. 37% dos imóveis são apartamentos padrão, com 2 dormitórios, mas ao contrário do que se vê em grande parte das praças, os imóveis compactos, com 0 ou 1 dormitório tem grande relevância e somam 31% dos lançamentos. Além deles, apartamentos com 3 dormitórios possuem uma média aproximada e resultam em 28% do mercado.

É em virtude do alto volume de apartamentos compactos que foi possível observar o crescimento do volume do estoque em Curitiba. O município necessita de um volume maior de unidades mais espaçosas e isso deve reger o mercado imobiliário paranaense ao longo do ano vigente, inclusive com participação maior de imóveis com 4 ou mais dormitórios, que representou apenas 4% das edificações lançadas no ano que passou.

Outro aspecto que demonstra o equilíbrio do mercado na região é a valorização do m². O preço mediano do município é de R$ 5.000,00/m² e a variação por números de dormitórios é baixa. O valor mediano de um imóvel compacto gira em torno de R$ 5.920,00/m², um imóvel padrão, com dois quartos chega a R$ 4.530,00/m², apartamentos com 3 dormitórios atinge a margem de R$ 4.810,00 pela mesma medida e a maior alternância é de R$ 6.560,00/m² em imóveis com 4 ou mais dormitórios.

Um dos poucos aspectos que podemos observar uma alteração maior na valorização dos imóveis corresponde ao campo localização. Bairros como Batel, Centro e Cabral, que também compõem o conjunto de maiores lançamentos, possuem preços mais elevados, que variam entre R$ 7.000,00 a R$ 15.160,00/m², enquanto o valor pelo perímetro de uma unidade nos bairros Portão, Pinheirinho, Uberaba e Santa Felicidade variam de R$ 3.280,00 a R$ 4.220,00.

Mercado Imobiliário de Curitiba: preços, tipos de empreendimento e estrutura urbana

Com o fim de 2013, a previsão é que a palavra do ano de 2014 que marcará o mercado imobiliário de Curitiba e região seja: alteração. Para diminuir o estoque e fomentar as vendas será imprescindível a mudança no perfil de imóveis e estima-se que o período não estabilize a média da capital paranaense, mas eleve sua conquista cada vez mais.

SOBRE O AUTOR

Redação GuilhermeMachado.com Equipe de conteúdo do blog GuilhermeMachado.com. Especializada em levar até você as principais notícias do mercado imobiliário. Aproveite!

Deixe seu comentário!