Ações sustentáveis podem valorizar o setor da construção civil?

sustentabilidade-na-construção-civil

A questão ambiental tem sido amplamente discutida na área da construção civil. A sustentabilidade tornou-se palavra-chave, despertando o interesse de diversificados setores da economia. Você já havia reparado como nunca se falou tanto na importância de construções sustentáveis como nos últimos tempos?

É cada vez mais comum a existência dos chamados “empreendimentos verdes” que em seu projeto dão atenção especial à redução dos impactos causados ao meio ambiente utilizando, por exemplo, tintas sem solvente, captação e reaproveitamento da água da chuva, energia solar, elevadores inteligentes, entre outros dispositivos.

Uma postura mais consciente nas mais diversas etapas da construção, sem sombra de dúvidas, pode valorizar o setor, contudo é necessário ir além. Tenho a sensação de que hoje, a sustentabilidade ganhou espaço na pauta de discussão muito mais por ser um termo que está na moda do que por haver um entendimento do real sentido do conceito.

Segundo o Wikipedia “a sustentabilidade pode ser definida como a capacidade do ser humano interagir com o mundo preservando o meio ambiente para não comprometer os recursos naturais das gerações futuras”. E ser sustentável é ter um conceito sistemático que traduz um desenvolvimento global.

Por global podemos entender que a sustentabilidade deve estar envolvida em todo um processo. Ser sustentável vai além de ter um empreendimento ecologicamente correto, é preciso compreender a sustentabilidade como um desafio essencial. Esse conceito deve estar enraizado na missão, na visão, nos valores e nas práticas das empresas.

Quer saber mais sobre sustentabilidade? Assista ao vídeo:

Percebo que a bandeira da sustentabilidade ainda é muito utilizada como uma estratégia publicitária, a fim de formar uma imagem positiva da empresa perante a opinião pública. Essa prática não seria questionável se o princípio da sustentabilidade perpassasse por todos os níveis da empresa antes de chegar ao estágio da obra.

É importante que todos os colaboradores entendam a importância de se ter um empreendimento sustentável, não porque precisam bater metas ou por ser uma obrigação, mas por compreenderem que a sustentabilidade deve fazer parte do seu cotidiano, seja na rotina da empresa ou na vida pessoal.

Para isso acontecer é necessário uma mudança comportamental, cultural e educacional. Temos que buscar a consciência de que o amanhã tem que ser sempre melhor do que o hoje. Precisamos ir em busca da evolução, respeitando os limites de nossos recursos naturais, humanos, sociais e econômicos.

Esse sentimento deveria envolver todos os setores de nossa sociedade. A construção civil é apenas um dos braços desse desenvolvimento sustentável. Se não houver uma mudança de postura, uma reeducação, de nada adiantará termos empreendimentos verdes, pois eles não serão bem aproveitados.

Em 2012, completamos 20 anos da realização da Eco 92, um encontro que reuniu 175 países e Organizações Não Governamentais, no Rio de Janeiro, para discutir políticas de comprometimento com o desenvolvimento sustentável. E neste ano, o Brasil voltará a receber uma conferência das Nações Unidas sobre o desenvolvimento sustentável, a Rio+20, em que os líderes mundiais renovarão os compromissos assumidos em 1992.

Mas será em vão pensarmos em políticas mundiais se não houver um comprometimento pessoal e também empresarial. É preciso ter uma visão holística sobre o modo sustentável. É preciso ter visão de futuro, pensar e agir, visando um longo prazo.

Convido vocês para um desafio:

Vamos imaginar que você vá comprar um apartamento. Após uma série de pesquisas e análises, você está em dúvida entres dois imóveis. Os dois são muito parecidos e estão localizados em regiões muito boas que se enquadram nos seus objetivos.

Contudo, um foi construído de uma forma normal e custa R$ 100 mil, o outro foi construído dentro de um modelo sustentável e custa R$ 120 mil. Qual você escolheria? Por quê? Você está pensando em curto ou em longo prazo? Compartilhe conosco.

Já me segue no twitter? >> @rg_machado. Acompanhe todas as novidades sobre o mercado imobiliário, empreendedorismo e inovação.

SOBRE O AUTOR

Guilherme Machado Corretor de Imóveis, Palestrante, Coach, Mestrando em Neuromarketing pela FCU - Florida Christian University/EUA. Especialista em vendas, liderança e negociação com certificação pela University of Michigan/EUA. Com mais de 18 anos de vendas, já transformou mais de 1,5 milhões de profissionais no Brasil com seus cursos, vídeos e palestras.

Deixe seu comentário!