Economia verde no mercado imobiliário

economia verde no mercado imobiliário

O Brasil, mais uma vez, é sede de um dos maiores encontros mundiais sobre desenvolvimento sustentável, o Rio +20, onde líderes mundiais, participantes do setor privado, Ongs e movimentos sociais refletem sobre o futuro que queremos para os próximos 20 anos em nosso planeta.

Esta é uma excelente oportunidade para todos nós pensarmos sobre a proteção do meio ambiente. Certamente, encontrar o ponto de equilíbrio entre desenvolvimento e sustentabilidade não é tarefa fácil, mas devemos estar atentos, pois essa discussão não se trata mais de uma possibilidade e sim de uma necessidade.

A existência real de uma prática sustentável é urgente e o mercado imobiliário brasileiro tem buscado se adequar a essa realidade. O Brasil, atualmente, ocupa a quarta posição no ranking de países com construções sustentáveis, segundo o órgão internacional Green Building Council (GBC).

Vejo que é cada vez mais crescente o investimento em obras e empreendimentos que provoquem o menor impacto ambiental possível, o que é muito importante para o desenvolvimento responsável e consciente do setor.

A Caixa Econômica Federal, por exemplo, criou o selo Casa Azul que certifica os projetos habitacionais sustentáveis que priorizam tanto a economia dos recursos naturais quanto a valorização de práticas sociais. Este é o tipo de iniciativa louvável e que merece maior atenção dos empresários do ramo de imóveis.

Entretanto, avalio que apenas o investimento em construções consideradas ecologicamente corretas e ainda uma pequena inserção na concepção de uma economia verde não sejam suficientes para caminharmos rumo a um desenvolvimento equilibrado. É imprescindível a criação de uma consciência sustentável.

Um futuro melhor para o nosso planeta, seja para os próximos 20 ou 100 anos, só será possível quando cada ser humano assumir também o seu papel de defensor do meio ambiente, não só exigindo dos governantes e empresários ações mais sustentáveis, mas fundamentalmente, levando essas práticas também para a vida familiar, social e profissional.

E você, o que tem feito para proporcionar um futuro melhor para o nosso planeta? Que práticas sustentáveis têm feito parte do seu dia a dia? Você consegue perceber a economia verde no mercado imobiliário na sua rotina de trabalho? Compartilhe conosco as suas experiências e ideias e vamos provocar  juntos um desenvolvimento cada vez mais sustentável e equilibrado.

SOBRE O AUTOR

Guilherme Machado Corretor de Imóveis, Palestrante, Coach, Mestrando em Neuromarketing pela FCU - Florida Christian University/EUA. Especialista em vendas, liderança e negociação com certificação pela University of Michigan/EUA. Com mais de 18 anos de vendas, já transformou mais de 1,5 milhões de profissionais no Brasil com seus cursos, vídeos e palestras.

Deixe seu comentário!