Brasília e cidades satélite diminuíram estoque no mercado imobiliário em 2013

Mercado imobiliário em Brasília e cidades satélites

O mercado imobiliário do Distrito Federal, que compreende o Plano Piloto de Brasília e as cidades satélite Águas Claras, Samambaia, Taguatinga e Riacho Fundo, alcançou o VGV de R$ 1,6 bilhões no ano de 2013, marca atingida através da comercialização de 21 lançamentos, sendo 14 empreendimentos residenciais, 6 edificações comerciais e 1 torre hoteleira.

Brasilia: mercado imobiliario é destaque

Entre as localizações mencionadas acima, o Plano Piloto foi o local onde mais se concentraram os lançamentos, a extensão recebeu a construção de 11 empreendimentos divididos em 17 torres, seguido por Águas Claras e Samambaia, cada uma com 4 projetos lançados e Taguatinga e Riacho Fundo com um empreendimento edificado.

33% dos imóveis que foram colocados a venda em 2013 tinham características econômicas e o mesmo valor foi o de imóveis de médio padrão. A representatividade de imóveis de alto padrão nos lançamentos foi de 17% e a mesma marca foi atingida quando se trata de lançamentos de altíssimo padrão.

Brasília: unidades lançadas por segmento

Outro destaque nos dados dos imóveis no Distrito Federal é a grande relevância de apartamentos com 2 dormitórios, 58% dos empreendimentos no estado possuem essa característica, seguidos por 15% dos imóveis com 3 dormitórios, 14% de unidades compactas, com 0 ou 1 dormitórios e 13% correspondente a apartamentos com 4 ou mais quartos.

Levando em consideração que o preço mediano calculado nas 5 cidades chega a R$ 6.080,00, o Plano Piloto é onde o valor do m² apresenta a média mais elevada, quem decide comprar um imóvel na região pagará cerca de R$ 10.980,00/m² e dependendo da localização esse valor pode apresentar uma grande variável, chegando às margens de R$ 17.270,00.

Samambaia é a cidade satélite onde o m² tem o custo mediano mais barato, o perímetro atinge as margens de R$ 4.150,00, seguido por Riacho Fundo que é R$ 5.080,00/m² e Taguatinga R$ 5.200,00/m².

Mercado imobiliário Brasília: preço por empreendimento

A média baixa de lançamentos em 2013 no Distrito Federal é caracterizada por uma decisão estratégica. O mercado imobiliário neste momento tinha como premissa a baixa do estoque e isso contribui para a previsão de números mais consistentes para o ano de 2014, período de Copa do Mundo e eleições no país.

SOBRE O AUTOR

Redação GuilhermeMachado.com Equipe de conteúdo do blog GuilhermeMachado.com. Especializada em levar até você as principais notícias do mercado imobiliário. Aproveite!

Deixe seu comentário!