Muita gente fala essa frase quando diz que uma pessoa pode “dar certo”, mas você sabe realmente o que a palavra “potencial” significa? Confira nesse post e conheça um pouco sobre gestão de pessoas. Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

Você tem potencial! Fulano tem potencial!
Estas frases são muito utilizadas por muita gente, seja como crença verdadeira nas pessoas, seja por “brincadeira” na intenção de dizer “você não é bom ainda”.

Brincadeiras, ironias ou verdades, precisamos esclarecer o que é Potencial.

Potencial, Capacidade, Habilidade e Competências se misturam em um emaranhado de teorias que pouco nos auxiliam quando queremos algo mais prático na aplicação em Gestão de Pessoas. Por isso resolvi escrever de forma fácil e simples um pouco do que estudei. Tomarei por base a escola francesa de estudos sobre competências para tentar explicar esse dilema.

Os autores definem potencial como uma capacidade para fazer algo. Potenciais são recursos internos como: atenção, inteligência, capacidade de julgamento, controle emocional, empatia entre outros, que são construídos a partir de nossa educação (formal e informal) e experiência de vida.

Exemplo: quando avaliamos a inteligência (QI) de uma pessoa e obtemos um escore superior não significa que esta pessoa é inteligente, significa que tem potencial de aprendizado, ou seja, ela consegue aprender o que lhe for ensinado. Ser inteligente será a consequência dessa capacidade de aplicação no dia a dia deste potencial.

Ser bem sucedido pessoalmente e profissionalmente é o resultado da combinação de seu potencial e de sua competência.

Diferença entre potencial e competência para trocar uma lâmpadaCompetência é a habilidade em transformar o seu potencial em resultados. Vou exemplificar: Eu tenho potencial para trocar uma lâmpada – sei que tenho que ter a lâmpada (comprar ou pegar no almoxarifado/armário), que preciso de escada e ir e trocar a lâmpada, correto?

Independentemente de já ter feito isso antes ou não, eu tenho plena capacidade (potencial) para fazer. Mas isso tudo não me garante a competência, ou seja, o resultado, pois saber trocar a lâmpada não garante o resultado – a lâmpada trocada em perfeito estado para utilização. Isto é, ser competente é mobilizar seu potencial, sua capacidade de fazer, e fazer o que precisa ser feito para garantir o resultado.

É claro que no dia a dia isso é bem mais complexo, pois  ser competente implica em perceber uma situação/contexto e tomar decisões sobre esse contexto utilizando sua capacidade de julgar, de pensar nas consequências dessas decisões.

Essa é a diferença entre Potencial e Competência!

Se potencial tem a ver com os recursos internos que cada pessoa possui para conduzir um determinado trabalho, competência tem a ver com a habilidade em fazer tal trabalho acontecer na prática. E ambos são necessários se quisermos falar de performance ou desempenho. O Potencial é a condição necessária e é o limite do seu desempenho. As competências garantem a performance dentro deles.

Investir em autoconhecimento ainda é o melhor remédio para a felicidade pessoal e profissional.

Por isso investir em autoconhecimento ainda é o melhor remédio para a felicidade pessoal e profissional, pois quando se conhece, você tem condições de desenvolver seu potencial conseguindo construir mais chances de aprimoramento de performance. Saber conhecer os próprios limites é sabedoria.

É sabido que todos nós somos diferentes um dos outros. Dessa forma nossas capacidades são diferentes, isto é, uns podem apresentar maior facilidade para desenvolver o raciocínio lógico-matemático e poder se dar melhor em contabilidade, finanças e áreas afins e outros podem ter maior capacidade linguística, isto é têm mais facilidade para aprender línguas ou até mesmo  mais habilidades sociais. Isso faz toda a diferença no seu futuro profissional: alinhar o seu potencial com as competências requisitadas pelas áreas específicas. É importante saber que nem todos possuem as mesmas capacidades, mas todos têm uma capacidade, singular, que podemos conhecer e utilizar a nosso favor.

Então a pergunta que temos que nos fazer é: Qual é o meu potencial? Será da resposta desta pergunta que seus resultados poderão vir com maior prazer e menor esforço.

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


− um = 5

Related Posts