O nível de confiança dos consumidores da cidade de São Paulo sobre o desempenho da economia brasileira aumentou 7,5%, em fevereiro, comparado ao de janeiro. Esse avanço foi bem mais expressivo do que o registrado em janeiro, quando o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) havia sido 0,1% superior ao de dezembro.

Em uma escala de 0 a 200 pontos, o indicador alcançou 170,1 pontos, quebrando o recorde alcançado em agosto de 2010 (164,5 pontos).

O levantamento feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP) é resultado de 2.100 consultas. Na avaliação da entidade, esse otimismo está associado à melhoria das condições do mercado de trabalho com a estabilização na oferta de empregos. “O ritmo de crescimento da massa salarial ganhou força nos últimos meses”, diz a nota da Fecomercio.

O resultado foi influenciado, principalmente, pela percepção das pessoas mais velhas, com idade acima de 35 anos. Nesse perfil, segundo a Fecomercio, o nível de otimismo quanto à situação atual aumentou 14,9%. Em relação ao futuro, o nível de otimismo cresceu 8,5%.

Também foi constatado um aumento da confiança entre aqueles consumidores com ganho superior a dez salários mínimos. Nessa faixa de renda, o otimismo sobre o momento atual cresceu 11,9%.

O conteúdo original desse post foi publicado no site EXAME

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


− 3 = seis

Related Posts