Mercado imobiliário: análise do último trimestre de 2013

Análise do mercado imobiliário: último trimestre de 2013

Estamos em outubro e o clima de final de ano já vai tomando conta do imaginário das pessoas. É neste período que, normalmente, começamos a projetar os novos planos para o novo ano que se aproxima.

E você, já está sendo tomado por este clima?
Já experimenta aquela sensação de que o ano já acabou e que agora é bola pra frente para fazer diferente em 2014?

Ainda haverá muita movimentação no mercado imobiliário

Apesar de  muitos já estarem com o olho no futuro, é preciso chamar atenção para o fato de que 2013 ainda não acabou e que muitas coisas ainda irão movimentar o mercado imobiliário neste último trimestre. É importante lembrar que  este é um segmento bastante cíclico, ou seja, apresenta variações em termos do ritmo de valorização e negociação dos imóveis.

2013 ainda não acabou, e haverá ainda muita movimentação no mercado neste último trimestre!

Portanto,  corretor de imóveis, é necessário  estar antenado para aproveitar as oportunidades deste momento, uma vez que o setor  é sensível às mudanças econômicas e investimentos de terceiros, que podem aquecer a demanda em algumas regiões, por exemplo.

Neste sentido, a análise que faço é de que o mercado imobiliário continuará como uma boa opção para investimento. Os estoques estão baixando gradativamente e novos lançamentos estão surgindo.

Mercado imobiliário 2013: ascensão dos precos dos imóveis

O próximo passo será uma leve ascensão do preço dos imóveis devido à chegada de novos empreendimentos, uma reação natural do setor. Desta forma, os próximos meses serão propícios para garantir um investimento.

Outro ponto de destaque é o cenário econômico.

Diante da incerteza sobre o controle da inflação, que está em alta, como também da insegurança sobre as aplicações na bolsa, o mercado imobiliário ainda me parece mais promissor e com menos dor de cabeça, em função de uma parcela da população brasileira demonstrar mais interesse em negócios que apresentem o menor risco possível.

Vale lembrar, ainda, que o Brasil tem um déficit habitacional de cerca de 5 milhões de domicílios, o que faz com  que o mercado imobiliário continue como um dos grandes atrativos de investimento, tendo em vista que o sonho da casa própria continua sendo   um dos maiores projetos de vida dos brasileiros.

Benefício do FGTS para compra de imóvel

Soma-se a este cenário favorável, a mudança da faixa de uso do FGTS, um benefício que vai melhorar as condições de compra para imóveis acima de R$ 500 mil. Vimos um mercado nos últimos meses em um estado de espera para os casos de imóveis com valor mais elevado. Isso porque muitos clientes estavam adiando a compra para poder usar o FGTS e  dar uma entrada maior.

Com tudo o que foi dito, avalio que o maior impacto neste último trimestre se dará nos empreendimentos de padrões médio e alto.  Uma prova disso é que o segmento de condomínios nobres tem voltado a seduzir as construtoras devido à elevação do poder aquisitivo das pessoas, além de ser cada vez mais crescente a busca pelo segundo imóvel.

Portanto, esse não é o momento de diminuir o ritmo, mas sim de dar um novo foco ou um novo sentido para a sua atuação diária, no intuito de encerrar o ano com os resultados no auge. E só conquista estes resultados quem está atento ao mercado, ligado às tendências e movimentos, não só em relação ao setor imobiliário, mas ao mercado brasileiro.

Se o final do ano pode ser um bom momento para diversos setores de nossa economia, então, por que não torná-lo também um período potencial para o mercado imobiliário? Essa transformação de percepção só  depende de você. O que você fará?

Provoque-se! Quebre as regras! E encerre 2013 de um modo surpreendente.

Te vejo no pódio.

SOBRE O AUTOR

Guilherme Machado Corretor de Imóveis, Palestrante, Coach, Mestrando em Neuromarketing pela FCU - Florida Christian University/EUA. Especialista em vendas, liderança e negociação com certificação pela University of Michigan/EUA. Com mais de 18 anos de vendas, já transformou mais de 1,5 milhões de profissionais no Brasil com seus cursos, vídeos e palestras.

Deixe seu comentário!