O mercado imobiliário em Florianópolis

mercado-imobiliario-florianopolis

De acordo com o Programa das Nações Unidas, Florianópolis é a capital brasileira com o melhor IDH do país e destaque em qualidade de mão de obra e geração de emprego, aumentando em 11% o número de vagas com relação aos últimos 7 anos.

Atualmente com base no setor imobiliário, seus empreendimentos se limitam se por conta de questões ambientais e as construções acabam sendo divididas entre suas duas próximas cidades, Palhoça e São José.

No último ano foram lançados 16 empreendimentos, divididos entre São José e Palhoça alcançando um VGV de R$778 milhões, incluindo 88% de residências verticais e 12% comerciais.

Os valores dos apartamentos nestas regiões são de aproximadamente R$3.830 m2 e Florianópolis com relação as outras cidades continua sendo a região mais valorizada, com um preço em torno de R$4.990 m 2 que encontra se totalmente estável com relação aos outros anos. As unidades lançadas concentram-se em apartamentos com 2 e 3 dormitórios de 50 a 109m2 e Jurerê continua tendo o m2 mais caro da cidade.

Foram lançados dois empreendimentos comerciais na cidade de Florianópolis e Palhoça com um VGV de R$117 milhões, com Duas Torres, 231 unidades e com um preço mediano de R$12.220 m2.

Em questões de segmento, os prédios populares lideram e representam cerca de 40% de todas as unidades lançadas seguido dos econômicos. Abaixo o gráfico demonstrativos com todos os segmentos.

Para os próximos anos, de acordo com o Novo Plano Diretor a Capital deve sofrer alguns impactos restritos, como construções de empreendimentos em regiões turísticas e regiões sem infraestrutura apropriada.

SOBRE O AUTOR

Redação GuilhermeMachado.com Equipe de conteúdo do blog GuilhermeMachado.com. Especializada em levar até você as principais notícias do mercado imobiliário. Aproveite!

Deixe seu comentário!