Corretor de imóveis: você não passa de mais um “vendedorzinho”

Corretor: você não passa de um vendedorzinho

O que eu quero em 2015, corretor de imóveis?
Te provocar!

E o primeiro texto do ano não poderia ser mais “incômodo”. A partir de agora, você vai levar um “soco de realidade” e, definitivamente, acordará para a vida.

Estou preocupado com você.
Sabe por quê? Percebo que você lê os meus textos, massageia o meu ego com os seus elogios, mas não faz o que eu mais quero que faça: você não muda!

Corretor, em 2015 “Faça poucas coisas nota 10 ao invés de muitas nota 6”.

2015 chegou e você ainda continua acreditando em novos desafios.
Que decepção! Caia na real: os desafios são os mesmos, afinal, você continua o mesmo!

Hernan Kazah, criador do Mercado Livre, disse uma frase que eu adoro: “Faça poucas coisas nota 10 em vez de muitas nota 6”. E é sobre isso que vou falar.

Comecei a pensar neste post em 24 de dezembro, mas foi no dia 30 que tive a certeza de que o publicaria e que este seria o primeiro de ano.

Nesse período, fui “bombardeado” por várias mensagens de Feliz Natal e Próspero Ano Novo. Algumas delas diziam:

“Desejo a você e família muita paz, amor, saúde e alegria neste Natal e no ano de 2015. Que Deus esteja sempre presente em sua vida e de seus familiares. São os votos de xxxxx.”

“Desejo um 2015 com muita saúde, paz, amor e conquistas. Que nossa amizade fortaleça e que Deus esteja sempre presente em nossas vidas e de nossos familiares. Feliz Ano Novo!!! São os votos de xxxxxx.”

No começo, fiquei feliz pelas mensagens e por ser lembrado por tantas pessoas e empresas de vários lugares do Brasil e do mundo. Mas depois, fiquei profundamente irritado.

Não, não sou maluco e tampouco mal-agradecido. Já defendi em diversos textos, vídeos e podcasts, e sempre defenderei, que o cliente é único. Eu sou único. E exijo que isso seja respeitado. Aliás, isso é o mínimo que desejo de você, vendedor.

E por que você ainda insiste em me tratar como “apenas mais um” cliente?!

Ainda não entendeu?! Vou explicar!

TODAS as mensagens que recebi eram padronizadas, iguais. NENHUMA delas era direcionada para mim, para o Guilherme Machado, para o Palestrante, o corretor, para a pessoa Guilherme.

Essas empresas, possivelmente, fizeram uma ÚNICA mensagem e dispararam para os diversos clientes e parceiros em uma tentativa de serem agradáveis e de estarem presentes nessas datas especiais.

Lastimável!

Eles apenas confirmaram que são empresas mal geridas e com atendimentos ultrapassados em um mercado onde o cliente valoriza cada vez mais o relacionamento customizado.

Não tenho dúvidas que essas empresas trazem em seu discurso a ideia que sou (cliente) único. Porém, como posso me sentir de fato importante e único se me tratam como “mais um”?

Definitivamente, está na hora de abandonarem as frases feitas e começarem a transformar sua realidade.

E se você ainda está pensando que é melhor enviar algo, mesmo que padronizado, do que não enviar nada, retome a frase de Hernan Kazah: “Faça poucas coisas nota 10 em vez de muitas nota 6”.

Seria muito melhor você enviar uma mensagem VERDADEIRA para um cliente do que uma mensagem padrão para todos.

PCorretor de imóveis: diferencie-se da massaortanto, corretor de imóveis, te provoco a se questionar:
Você vai continuar sendo um “vendedorzinho”?

O que você vai fazer para se diferenciar da “massa”? 

2015 pode ser um grande ano. Eu creio nisso e vou para cima com tudo!
Entender para atender. Ser para surpreender.

E quero você comigo.

Você vem?

Podemos fazer diferente, podemos fazer melhor.

#quebreasregras
#rumoaopodio

This content is published under the Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported license.

Comments

comments

SOBRE O AUTOR

Guilherme Machado Corretor de Imóveis, Palestrante, Coach, Mestrando em Neuromarketing pela FCU - Florida Christian University/EUA. Especialista em vendas, liderança e negociação com certificação pela University of Michigan/EUA. Com mais de 18 anos de vendas, já transformou mais de 1,5 milhões de profissionais no Brasil com seus cursos, vídeos e palestras.

Deixe seu comentário!