Entusiasmo, medo, insegurança, desejo de vender e atender logo o primeiro cliente, curiosidade e o famoso “frio na barriga”, sentimentos que se misturam e instigam um corretor de imóveis em início de carreira. Encarar o salão de vendas (espaço onde ficam os corretores), eis o primeiro desafio da nossa profissão.

O salão de vendas, na maioria dos casos, parece mais uma grande confusão: telefone tocando a todo o momento, gente entrando e saindo, perguntas das mais diversas. É, isso tudo parece um pouco assustador para quem, muita vezes, está vindo de uma área de atuação bem diferente do mercado imobiliário.

Comigo foi assim e confesso que o meu primeiro dia não foi fácil. Mas não se apavore, logo esta “loucura” fará parte também do seu dia a dia e você se adaptará a ela. Todavia, até que o novo corretor se acostume com esta rotina, é preciso vencer alguns desafios. Por isso resolvi compartilhar um pouco de como foi o meu início por meio da websérie “quero ser corretor de imóveis”.

Geralmente, ao chegar ao salão de vendas, os corretores mais antigos olham para o recém-formado com desconfiança e pensam “é só mais um que chegou querendo aproveitar uma fatia do bolo” ou ainda “este só veio para atrapalhar, vai me fazer perder a oportunidade de realizar uma venda, pois tenho que passar a vez do atendimento para este corretor sem nenhuma experiência”.

Dessa forma, é comum que os profissionais mais experientes enxerguem os novos corretores como estagiários, “café com leite”, “calça branca”, “novatos”. Algo bem parecido com o que acontece na entrada da faculdade, e se sobressair diante destes rótulos é como uma espécie de trote para os calouros.

corretor-de-imoveis-salao-de-vendasMas hoje, compartilho com você algumas dicas que me ajudaram a superar as dificuldades destes primeiros dias da nova profissão com mais naturalidade, e que, sobretudo, me ensinaram muito sobre  o que é ser na prática um corretor de imóveis.

1. Fale pouco e ouça muito

É importante entender que estamos entrando em um ambiente desconhecido, ainda não sabemos quem é quem na equipe, portanto é necessário que nos atentemos ao nosso comportamento.

Ouça muito e fale pouco, observe os outros profissionais com um olhar de quem quer aprender. E este aprender deve estar voltado tanto para atitudes que valem a pena ser potencializadas quanto para as que devem ser excluídas do processo de consolidação de uma personalidade própria, ou seja, do seu jeito de ser corretor de imóveis.

2. Encare o seu dia como um novo aprendizado

Sempre fui curioso, mas a minha curiosidade tinha o objetivo de me levar a aprender coisas novas. Por isso, no começo da minha carreira, toda vez que um corretor mais experiente saía para um atendimento, eu pedia para ir junto. Alguns não gostavam e não me deixavam ir, mas muitos outros eram solícitos e permitiam que eu os acompanhasse na visita.

É nesta hora que o novo corretor sente na prática como o processo da venda funciona, como é feita uma abordagem e uma apresentação de imóvel. Acredito que uma das melhores formas de aprender a ser um corretor de imóveis é observar outro profissional trabalhar.

Mas atenção! É preciso saber adequadamente como pedir para acompanhar esta visita e, acima de tudo, como se comportar.

Primeiramente, seja humilde e aja com respeito. Mostre ao profissional mais experiente que o seu intuito não é “se aproveitar” do atendimento dele para conquistar um cliente e sim aprender a ser um bom corretor. Segundo, jamais atrapalhe ou se intrometa no atendimento.

Lembro que uma vez saí com um corretor para o atendimento, porém fomos no meu carro. Ao entrar, logo liguei o som e o volume estava alto. O corretor experiente e o cliente que foram comigo tentavam conversar, mas o som atrapalhava. O meu colega, claro, não gostou nem um pouco da situação, e com  olhar de repreensão desligou o rádio e depois do atendimento chamou a minha atenção.

Logo, mais uma importante lição aprendida: deixe quem tem mais experiência direcionar o atendimento. E aqui, aquela velha máxima se encaixa perfeitamente: “muito ajuda quem não atrapalha”. #ficadica.

3. Cuidado ao concordar com as pessoas

Não se feche para os novos colegas de trabalho, mas em um primeiro momento tenha uma atitude cautelosa, pois como dito acima, você ainda não conhece as intenções dos seus companheiros de equipe.

Muitos profissionais vão te ajudar neste processo de adaptação, mas há também aqueles que não querem ver o seu  sucesso, pois não te enxergam como parte importante para o crescimento da equipe, e sim como um concorrente perigoso.

Certa vez, um corretor mais experiente puxou conversa comigo e veio logo dizendo “nossa! O mercado está ruim”, e eu, ingenuamente, concordei por ainda não ter muito coisa para conversar, afinal, estava chegando à imobiliária.

Esta conversa chegou aos ouvidos do gerente e a impressão que ficou era de que eu, recém-chegado, era um pessimista em relação ao setor. Ou seja, uma simples concordância ganhou uma conotação negativa aos olhos do meu superior, o que gera um clima de tensão muito ruim para um principiante.

Com esta experiência, aprendi que muitas vezes é melhor você mudar de assunto e ser mais neutro até que consiga se estabelecer na equipe. E há só uma forma de fazer isso: mostrando trabalho.

Estas três dicas foram fundamentais para o desenvolvimento da minha carreira. No começo, os desafios parecem que nunca serão vencidos, mas com o passar dos dias e  o comprometimento efetivo com a consolidação de uma trajetória bem sucedida no mercado imobiliário, vamos percebendo que somos capazes de conquistar o nosso espaço.

É essencial aproveitar todas as experiências dos primeiros dias na nova profissão para aprender lições que fundamentarão todo o caminhar no mercado imobiliário. O corretor iniciante deve saber canalizar toda disposição e entusiasmo com esta nova etapa da vida em prol de uma carreira sustentada. Este é um momento único para construir o pilar do seu crescimento profissional.

Jogue-se, quebre regras e sucesso!

 

———-

Leia mais e ENVOLVA-SE:

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

26 comments
    1. Olá Conceição,

      Obrigado por seu envolvimento em nossa reflexão e pelo importante feedback. Desejo muito sucesso nesta carreira que está só começando.

      Seja bem-vinda ao mercado imobiliário, esteja sempre à vontade para interagir conosco, para aprender e ensinar.

      Juntos somos fortes!!!

  1. Boa noite Guilherme, estou ingressando agora no ramo de corretagem e certamente sou muito inexperiente, porem estou tentando me ingressar fazendo diversas pesquisas e treinamentos. Encontrei uma duvida em um treinamento que fiz, suponhamos que chega um cliente no stand de vendas acelerado falando q esta com mt pressa é quer apenas saber o valor do apto. Oque fazer nesse caso? se eu sugerir ao cliente uma breve explicação do produto e ele questionar e falar que quer o valor do produto e não apresentação do mesmo? qual a melhor forma de abordar esse cliente. Obrigado desde já.

    Queria parabenizar pela ajuda e informações de imensos valores, conhecimento amplo para uma nova profissão Obrigado Guilherme.

    1. Olá Lucas,

      Sua pergunta é muito pertinente e até serviu de inspiração para nossa curadoria de conteúdo e vamos trabalhar esse tema em um post específico na próxima semana, pois esta é uma dúvida de muitos profissionais e merece um destaque em nosso blog.

      Já o convido a acompanhar conosco esta reflexão.

      Obrigado por sua participação

  2. Olá Guilherme, já conheço seu trabalho e acompanho seu blog a algum tempo. Sou corretor na cidade de Niterói – RJ e no último dia 16/05 tive uma grata surpresa ao chegar à convenção de vendas do Best Western Icaraí Design da Incortel e assistir sua palestra.

    Foi de extrema valia! Parabéns pelo trabalho!

    Abcs.

    Guilherme de Mello

    1. Olá Guilherme, tudo bem?

      Obrigado pelo seu importante feedback. Uma das coisas que acho mais interessante com este trabalho nas redes sociais online é que temos a oportunidade de nos aproximar de tantos profissionais que se empenham em um mesmo objetivo.

      Continue interagindo conosco, espero que na próxima ocasião possamos conversar e trocar ideias sobre o mercado imobiliário.

      Juntos somos fortes!!!

  3. Boa Noite Guilherme,
    Estou a 1 Mês, em uma imobiliária, e agradeço muito pelas suas dicas, estou lendo atentamente todos os seus posts, muito obrigada por você compartilha sua experiência, como sou “novata” no ramo, estou buscando informações e conhecimento, para ser uma ótima profissional. Parabéns pelo seu trabalho, é muito importante serve até de incentivo para os novatos, não desistirem, pois como você mesmo sabe todo começo é difícil.

    Obrigada

    1. Olá Alexandra, tudo bem?

      Muito obrigado por seu valoroso feedback. É uma alegria compartilhar minhas experiências aqui no blog, pois isso me estimula a aprender sempre mais, principalmente com a troca de experiência com tantos profissionais do mercado, sejam eles iniciantes ou mais experientes, portanto, esteja sempre à vontade para interagir conosco.

      Vamos aprender mais e juntos, pois Juntos somos Fortes!!!

  4. Guilherme Machado, estou em início de carreira como Corretor de Imóveis, passei recentemente por essa experiência do primeiro dia no salão de vendas, felizmente fui bem recebido pelos demais Corretores, mas o que mais me deixou feliz foi saber que minha atuação inicial foi alinhada com estas 3 dicas que você descreveu neste post e que tive oportunidade de ler somente agora, “inconscientemente” fiz as coisas da maneira que você sugeriu.

    Parlare
    Corretor Associado Lopes

    1. Olá Parlare,

      Obrigado por compartilhar conosco um pouco da sua experiência. Tenha a certeza que ela pode servir de inspiração para muitos corretores que estão prestes a entrar pela primeira vez em um salão de vendas.

      Esteja sempre à vontade para interagir conosco.

      Juntos somos fortes!!!

    1. Olá Ana Maria, tudo bem?

      Você pode procurar o Creci da sua cidade e verificar qual instituição de ensino é a mais recomendável para realização do curso de formação para corretores. Essa formação é a condição básica para o registro junto ao Creci. Falei mais sobre isto neste post: http://iimob.me/4yw

      Juntos somos fortes!!!

  5. Olá Guilherme, excelente seu blog !!! Parabéns !!

    Já estou no mercado a 3 anos e estou conhecendo seu blog agora, tenho certeza que vou aprender muito com ele.

    Mas gostaria de uma opinião sua a respeito da minha posição hoje na profissão. Passei a ser coordenador da empresa onde trabalho e deixei de prospectar clientes, mas estou em uma fase onde estou colocando muito na balança o meu trabalho com os meus ganhos, acho que não está sendo compatível no momento, pelo fato de exigir muito tempo no salão de vendas e responsabilidade referente a posião perante a empresa mas não estou vendo muitas vantagens a respeito de ganhos proporcional a tudo isso.

    Por outro lado não sei se devo esperar um próximo produto dentro da empresa, uma próxima oportunidade em poder executar um trabalho para ter ganhos compatíveis a meu trabalho hoje, as vezes penso em voltar a ser corretor e dedicar mais aos meu clientes.

    Lembrando que estou onde estou dentro da empresa por vontade propria atraves de muita dedicação.

    Levando em conta o mercado hoje o que me sugeria ?

    Desde já

    Agradeço

    Flavio Almeida

    1. Flávio, como vai?

      Liderar é sempre um grande desafio que pode ser fascinante para muitos, mas também ingrato para outros.
      Para lhe ajudar em sua reflexão sugiro que pense em algumas questões. Enquanto corretor suas vendas dependem unicamente de você. Já o seu papel como líder consiste em provocar sua equipe para que eles gerem os resultados que por consequência também serão os seus resultados.

      Lidar com esta inversão de papéis realmente provoca alguns anseios, confesso que isso também me angustiou no inicio da minha carreira. Já cheguei, até mesmo como coordenador a fechar a venda inteira para um corretor e depois dividi os resultados com ele. Mas estes são alguns dos desafios que fazem parte da nossa profissão. Porém, eu tinha um propósito definido e sabia que era preciso persistir para vencer algumas barreiras. Neste percurso aprendi e também errei muito, mas o que me motiva eram os meus objetivos de evolução na carreira. E foi assim que consegui conquistá-los.
      Então oriento que reflita o lugar em que você está e aonde você quer chegar. Tenha atitudes diferenciadas que o levarão a conquistar seus propósitos. Pense e aja, e tome atitudes logo. Não importa onde esteja: corretor ou coordenador, se não tiver por inteiro o sucesso será bem mais difícil.
      Desejo sucesso na sua escolha. Conte sempre comigo.

      Abraços

  6. A cada dia que passa gosto cada vez mais dessa profissão! Depois que assisti uma palestra sua fiquei ainda mais empolgado…estou nessa a pouco mais de 1 ano e não penso em sair.. Muito obrigado pelas ótimas dicas!

    Um grande Sucesso !

    Abraço
    Ewerton Maciel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


8 + = dezessete

Related Posts