2012 foi um ano marcante em vários sentidos, com grandes acontecimentos e muitas mudanças.  Mas para muita gente ele foi especial por um motivo bem pessoal: foi quando finalmente puderam comprar sua sonhada casa própria.

Foi um grande ano para o mercado imobiliário. A diminuição das taxas de juros dos bancos permitiu que muito mais gente procurasse pelo crédito imobiliário. Por isso não é surpresa que a Caixa Econômica Federal, responsável por puxar o movimento da queda de juros, divulgue agora números tão impressionantes: R$ 101 bilhões em crédito imobiliário no ano de 2012.

Trata-se de um valor recorde para o mercado, e que fica ainda mais espantoso quando comparado com o de 2011, que foi de R$ 75 bilhões. É um aumento de mais de 33% por certo, e que mostra como muita gente percebeu que era a hora certa pra correr atrás de seus sonhos.

É um momento importante na vida de qualquer pessoa, e marcamos presença nessa hora, ajudando a dar esse passo. E foi caminhando junto com o público e abrindo o leque de incentivos que o mercado imobiliário brasileiro pôde seguir crescendo e mantendo a economia aquecida. Num período tão difícil para o resto, marcado por recessão econômica e queda no consumo, o mercado imobiliário brasileiro seguiu prosperando.

O bom corretor de imóveis sabe que não trabalha apenas vendendo imóveis. Ele vende uma vida nova para seu cliente.  A expansão do crédito imobiliário permitiu que muita gente na espera pudesse começar sua vida nova. Esperamos que os incentivos continuem em 2013, para que cada vez mais gente possa realizar o sonho da casa própria.


[Este artigo é um publieditorial e foi produzido pela equipe do site ImovelVIP]

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

2 comments
  1. Acabei de ler e “twittar” uma notícia onde informa que o Banco do Brasil está investindo pesado, neste ano de 2013, para alcançar a segunda posição no ranking de liberação de crédito imobiliário, hoje ocupado pela CEF em primeiro lugar e pelo Itaú em segundo. Isso demonstra para nós que não há crise em relação ao crédito e, também, que podemos sim vender mais, basta conhecer de taxas de juros e de créditos imobiliários para podermos indicar as melhores opções para nossos clientes.

    1. Olá Elvio, tudo bem?

      O mercado atual exige mais do que simples apresentadores de imóveis, mas sim, verdadeiros consultores imobiliários, que entendam não só do imóvel, mas que saibam interpretar cenários e assim ofereçam um atendimento cada vez mais completo e qualificado para o cliente. Por isso, é necessário estar sempre atento à dinâmica do mercado com o objetivo de aperfeiçoar cada vez mais a carreira.

      Obrigado por enriquecer a nossa reflexão com esta importante análise.

      Esteja sempre à vontade para interagir conosco.

      Um forte abraço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


quatro + = 13

Related Posts