Na maioria dos casos, é necessário um esforço absurdo pra adicionar os últimos 10% de qualidade.

Melhorar sua nota de 70 pra 77 é muito mais difícil do que mudar de 113 pra 120 ou até mesmo de 77 pra 84.

Atender o telefone no primeiro toque custa 2 vezes mais do que deixar alguém na espera.

Fazer comida da mesma forma que um restaurante chique é muito mais trabalhoso do que fazer comida em casa.

Desenhar uma página ou panfleto de forma profissional exige cerca de 10 vezes mais trabalho do que se usarmos um padrão que já vem com o Office. E a mensagem é quase a mesma…

Exceto que não, claro que não. A mensagem não é a mesma!

Os últimos 10% são a qualidade que todos procuramos em um trabalho. É com esses 10% que mostramos que temos cuidado com nosso trabalho, que sabemos o que estamos fazendo e demonstramos nosso profissionalismo. Se você faz um esforço padrão, terá uma compensação ($) padrão. A parte difícil são os 10%, ou até o último 1%, que é mais difícil porque todo mundo já faz a parte fácil.

O segredo é procurar o trabalho que a maioria das pessoas acha que não vale a pena fazer. É por esse esforço que você é pago.

O conteúdo desse post foi publicado no blog Saia do Lugar. Ainda não o conhece? Vale uma visita 😉

Link original do post

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


oito − = 2

Related Posts