Enquanto o mercado discute se há – ou vai haver – uma bolha imobiliária, os números do setor imobiliário mostram fortes altas. A exemplo do O IGP-M, índice que reajusta o aluguel, que registrou taxa de 1,67% em março , maior nível desde julho de 2008.

Portanto, quem pretende investir em um imóvel neste ano pode colher bons frutos se ficar atento à demanda, lançamentos e tendências. Para tanto, o outlet de imóveis RealtON, aponta três dicas importantes para uma aposta mais assertiva.

De acordo com o CEO da RealtON, Rogério Santos, se informar e se antecipar ao máximo sobre o mercado e buscar o auxílio de empresas especializadas é um bom passo para não investir errado. Santos destaca ainda que comprar imóvel com objetivo de investimento exige um olhar diferente de quem adquire imóvel para família. Veja os pontos destacados pelo CEO.

1. Tenha em vista o tipo de imóvel que apresenta maior demanda

Os apartamentos compactos foram os mais procurados em 2013 e continuam em alta nesse ano, assim como os de 2 dormitórios. O investimento pode ser mais vantajoso por apresentar melhores preços e ter uma venda mais rápida, ou seja, apresentar maior liquidez. Também são alternativas para renda permanente através de aluguéis, para executivos e para temporadas em grandes eventos como a Copa e Olimpíadas.

Os empreendimentos com maior diferencial estético ou de usabilidade são os que podem atrair ou ganhar o maior valor de venda ou locação por apresentar maior demanda.

2. O perfil do imóvel reflete diretamente na lucratividade

A compra de imóveis na planta com a finalidade de revender na entrega já foi uma boa estratégia, mas, atualmente, com o mercado estável, não fornece a mesma lucratividade. Opte pelos bairros com grande demanda.  Se possível, busque a compra de apartamentos remanescentes, em região de alto potencial de valorização.

3. Se você já é um investidor mantenha seus ativos atualizados

Imóveis antigos ou em regiões de baixa demanda são mais difíceis de vender. Invista em empreendimentos que atendam ao perfil do consumidor atual. Imóveis novos apresentam valorização significativa e a venda é mais rápida.

Se você não possui 100% do valor para investir em um imóvel novo, pode começar por fundos imobiliários adquirindo frações de um imóvel através de cotas, e participando do lucro obtido da venda ou do aluguel dos imóveis.

—-

Post originalmente publicado em ImóvelClass.

Assine nossa NEWSLETTER e recebe conteúdo diário no seu e-mail

Inscreva-se também em nosso CANAL NO YOUTUBE

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


3 + seis =

Related Posts