Hoje daremos continuidade a este tema que é extremamente desafiador dentro do ambiente organizacional: como motivar minha equipe? Já falamos da importância de estimular as motivações individuais dos membros da sua equipe, de propor desafios profissionais, de incentivar a aceitação desse desafio por meio da valorização dos indivíduos e da importância do líder estar próximo de sua equipe.

Neste post vamos abordar mais cinco dicas que poderão ajudá-lo a estimular a sua equipe, principalmente nos momentos de crises. Você continua comigo nessa reflexão?

6. Compreenda os erros e aprenda com eles

Por muitas vezes estamos tão focados em metas e resultados que esquecemos de olhar para o ser humano que faz parte da nossa equipe, aqueles que irão fazer com que os objetivos sejam atingidos. E um líder não deve jamais perder a sensibilidade ao lidar com os erros que sua equipe possa vir a cometer.

O erro, muitas vezes, nos leva ao amadurecimento e ao aprimoramento dos nossos processos. Não defendo, e quero deixar isso bem claro, que passemos a mão na cabeça daqueles que cometem erros, às vezes a punição se faz necessária.

Mas para além do olhar isolado sobre o que não deu certo, é preciso analisar o que levou ao erro e o que pode ser feito para que a situação não se repita, fazendo os colaboradores perceberem que o trabalho é realizado em equipe e que as ações de cada um impactam sobre todo um grupo.

7. Defenda incondicionalmente a sua equipe

Sendo assim, diante de uma situação de crise, defenda incondicionalmente a sua equipe, por mais doloroso que isso muitas vezes possa ser para o seu ego. Uma coisa é certa: a sua equipe é reflexo da sua liderança, e se houve um erro é porque em algum estágio desse processo faltou a sua presença.

Ir contra ou colocar a culpa na equipe é a mesma coisa que assinar a sua sentença de incompetência como líder. Não transfira a sua responsabilidade para a equipe. O líder é você.

Essa atitude, que num primeiro olhar pode parecer radical, na realidade é um dos principais vetores da motivação, pois a sua equipe vai ter a certeza de que pode contar incondicionalmente com o seu líder e não vai querer decepcioná-lo.

8. Coloque-se no lugar do seu liderado

Diante dessas situações desafiadoras, muitas vezes é necessário que o líder faça o exercício de se colocar no lugar do seu liderado para entender as limitações e as potencialidades de sua equipe e a partir daí utilizar essas informações de uma forma estratégica.

Esse não é um exercício fácil de ser realizado, mas é preciso ousar. Quem conseguir aplicar esse exercício, com certeza terá uma equipe mais motivada, pois o líder saberá exatamente como se relacionar com cada indivíduo e como estimulá-lo a buscar por resultados cada vez melhores não só para empresa, mas também para satisfação pessoal e profissional do colaborador.

9. Não tenha dois pesos e duas medidas

Ao se deparar com uma situação que exige uma atitude mais rígida, os líderes jamais devem ter dois pesos e duas medidas, como bem diz o ditado popular. Em uma equipe deve haver igualdade e maturidade no relacionamento entre os membros.

Qualquer atitude do líder que leve a equipe a perceber o beneficio de um colaborador em detrimento de outro pode gerar insegurança, revolta, instabilidade e desarmonia, sentimentos que em nada estão ligados à motivação.

A relação dentro de uma empresa deve ser profissional e não pessoal, por isso deve-se buscar sempre pelo melhor para o conjunto.

10. Seja sempre transparente

A transparência é fator essencial em qualquer tipo de relação. Veja o exemplo da Zappos, maior varejista de sapatos do mundo. A empresa teve seu cadastro de clientes invadido por um hacker e mais de 24 milhões de consumidores tiveram seus dados expostos.

E a primeira atitude do presidente da empresa foi comunicar seus colaboradores sobre a situação, evitando assim desencontro de informações e demonstrando para a sua equipe o quanto ela era importante naquele processo.

Isso gerou um comprometimento maior da equipe e maior confiança no líder. Por isso, tenha sempre a sua equipe ao seu lado, não omita fatos. Às vezes, por uma questão estratégica, um líder não pode passar a informação na íntegra para os seus liderados, mas não deve deixar de comunicar o que é essencial e alinhar o discurso.

Já imaginou que crise pode surgir a partir de um desencontro de informações? A alta cúpula de uma empresa comunicando uma coisa e o restante do corpo da organização comunicando outra. Onde está o comprometimento com a equipe? Onde está o respeito com os seus liderados?

A equipe também se motiva a partir do momento em que percebe que é respeitada e quando seus membros sentem que são peças importantes para o funcionamento de uma organização, não apenas como executores de tarefas, mas como seres humanos que têm a capacidade de contribuir com os processos.

E para além de todas essas dicas é fundamental comemorar com a sua equipe os êxitos conquistados. A motivação deve gerar nos colaboradores o sentimento de satisfação em fazer parte da organização. #ficadica

#gmachadopergunta: O que você tem feito para envolver, estimular e motivar a sua equipe? Você tem pensando apenas no alcance das metas ou já parou para refletir sobre os seres humanos que estão por trás da sua equipe? Compartilhe conosco suas experiências, será um prazer!

Já me segue no twitter? >> @rg_machado. Acompanhe todas as novidades sobre o mercado imobiliário, empreendedorismo e inovação.

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

1 comment
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


+ quatro = 13

Related Posts