Com a trágica morte de Eduardo Campos, nos vemos pensando sobre nossas vidas e o como somos frágeis diante da inevitabilidade da morte. Reflita e VIVA! Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

Política não é um tema que costumo partilhar por aqui, mas diante da triste notícia que sensibilizou o país, não poderia ficar calado. Mais do que interesses partidários ou eleitorais é preciso pensar sobre as sete vidas que foram ceifadas de forma inesperada e tão trágica, entre as quais estava o então candidato à presidência Eduardo Campos e mais seis membros de sua equipe. Quero compartilhar uma mensagem para que você “Viva” mais e mais intensamente.

Tenho muitos queridos amigos em Pernambuco e sei o quanto esta morte está sendo sentida por eles.
Expresso meus sentimentos aos familiares e amigos das vítimas e ao povo que sofre com esta fatalidade.

Parece até ironia, mas diante de tragédias como esta nos vemos impulsionados a pensar sobre as nossas vidas e o quão frágil nós somos diante da inevitabilidade da morte. Somos provocados a refletir sobre quais valores temos baseados nossos dias e o significado que damos às nossas atividades, sejam elas as mais simples ou as mais complexas.

Você tem vivido os seus dias com intensidade?

Não espere uma fatalidade acontecer para pensar sobre as coisas que poderia ter feito, mas que ainda não fez.
Aproveite agora, aproveite hoje. Quebre as regras e, sobretudo, VIVA!

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


× 2 = dez

Related Posts