A Cetip, maior depositária de títulos privados de renda fixa da América Latina, anunciou ontem que o estoque de instrumentos financeiros vinculados ao setor imobiliário nacional atingiu o patamar de R$ 262 bilhões no final de setembro. Saiba mais nesse post. Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

A Cetip, maior depositária de títulos privados de renda fixa da América Latina e maior câmara de ativos privados do País, com mais de cinco trilhões em ativos e derivativos em estoque, anunciou ontem que o estoque de instrumentos financeiros vinculados ao setor imobiliário nacional atingiu o patamar de R$ 262 bilhões no final de setembro.

O montante corresponde à soma dos estoques de Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e Cédulas de Crédito Imobiliário (CCI) depositados na Cetip e revela um crescimento de 44,3% em relação ao apurado no mesmo período do ano passado.

O mercado aponta, como os principais motivos para esse crescimento, a isenção do imposto de renda para pessoas físicas e a garantia pelo Fundo Garantidor de Crédito para aplicações de até R$ 250 mil. Aos poucos, esses títulos vão ocupando o lugar do CDB, que vem demonstrando uma tendência de queda.

É importante lembrar que o volume desses títulos ainda gira em torno de apenas 10% do total da indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Mas, a julgar por essa trajetória de crescimento, a tendência é de que o investimento em crédito imobiliário assuma um papel cada vez mais relevante.

—-

Post originalmente publicado em InfoMoney

Receba as nossas novidades, dicas de negociação e tendências do Mercado Imobiliário!

Assine nossa NEWSLETTER e fique por dentro das notícias do setor, diariamente! Inscreva-se, também, em nosso CANAL NO YOUTUBE.

 

 

 

Esse conteúdo é publicado sob a licença Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 Unported.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


− três = 4

Related Posts